Thursday, September 11, 2008

Resposta ao Leitor - etiqueta no trabalho & Paco Rabanne

Esta semana responderei a pergunta de um dos meus leitores.
RB é sócio de uma empresa de assessoria em comunicação que possui clientes muito importantes. Mantém contato com executivos de alto escalão, e por isso gostaria de saber um pouco mais sobre perfumes que são adequados para o seu ambiente de trabalho.
Em primeiro lugar, devemos levar em consideração que o perfume faz parte de um conjunto de elementos que chamamos de imagem pessoal. Existe uma etiqueta de comportamento e vestimenta para ambientes empresariais, incluindo aqui o uso de fragrâncias.
Assim como a vestimenta, o perfume deverá sempre ser discreto e usado com parcimônia.
Perfumes florais intensos, misteriosos e sensuais deverão ficar de fora, pois eles combinam com situações mais descontraídas.
Dependendo da imagem que o executivo quer passar, existe um critério a seguir quando falamos de fragrâncias.
Exemplificando:
Perfumes clássicos ou tradicionais passam uma imagem de tradicionalismo.
Perfumes esportivos, aquosos e modernos passam uma imagem de dinamismo, energia e juventude.
Perfumes austeros, luxuosos e discretos, passam uma imagem uma pessoa que tem bom gosto e de status social elevado.
Na profissão de relações públicas é crucial lembrar que não só a sua imagem pessoal está em jogo, mas também a do cliente que você representa.
Portanto, sugiro tomar muito cuidado com o tipo de fragrância usada em ambientes e reuniões de trabalho. Usando a regra de ouro "o menos é mais", coloque pouca quantidade de perfume e se for preciso, recoloque durante o dia mais uma vez. Sugiro comprar uma versão menor que pode ser levada na pasta.
A segunda pergunta foi quanto ao usar o perfume Black XS de Paco Rabanne:
Esta fragrância foi lançada em 2005 e pertence a família oriental amadeirada.
Família tipica masculina de notas misteriosas e especiadas.
Quando combinada com notas amadeiradas, se torna uma fragrância rica e sensual.
Black XS foi definida pela marca como uma fragrância sedutora, que mistura energia, virilidade e charme e destinada aos Bad Boys com coração de ouro.
Possui uma abertura fresca e cítrica, segue para um toque doce e especiado, e termina em um Drydown (secagem) sensual.
Criação do perfumista Oliver Cresp da Firmenich contém as seguintes notas:
notas de cabeça - limão calabrês, kalamanzi (ou calamansi - tipo de laranja do Panamá) e sálvia.
notas de corpo - praliné, cardamomo e cardamomo preto.
notas de fundo - âmbar preto, patchouli e madeira.
Portando, esta fragrância é considerada sensual - pelo seu apêlo comercial, pelo rosto da campanha e principalmente, pelas suas notas olfativas.
Minha sugestão seria usá-la nos fins-de-semana ou de noite em situações descontraídas e mais casuais.
Passo para você o link do site do perfume para que você possa avaliar a fragrância mais a fundo.

2 comments:

Anonymous said...

Muito interessantes estas colocações. Também trabalho na área de RP e sempre tomo muito cuidado na escolha e uso de perfumes - que são essenciais (desculpe o trocadilho) em nosso segmento de trabalho.

Dentre as observações apresentadas, resolvi adotar a linha de perfumes "esportivos", que se adequam mais ao meu estilo de vida e de trabalho.

Abraços e parabéns pelo blog, muito bem feito, com ótimas sacadas.

Ricardo Braga

+ Q PERFUME said...

O perfume esportivo é realmente uma boa opção.
Existem várias opções no mercado e os preços são interessantes.
Obrigada pelo elogio, Simone

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...